Curiosidades

High Tech no Off-Road

As motocicletas Off-Road atuais oferecem tecnologia que só encontrávamos nos modelos street. Contudo, alguns praticantes desconhecem realmente o que as novas motocicletas podem oferecer quanto a tecnologia ou não entendem como ela funciona corretamente. Descubra o que realmente existe de High Tech nas motocicletas e o que elas podem contribuir no desempenho e na segurança.

 

 

Durante muitos anos o motociclismo off-road ficou à margem da alta tecnologia, encontrada com propriedade e até abundância na motovelocidade. Com o avanço rápido e consistente da eletrônica, as motos de rua passaram a receber sistemas cada vez mais eficientes e hoje controlam praticamente o comportamento da motocicleta, seja na potência do motor, nas frenagens ou nas suspensões, interferindo nas acelerações, derrapagens, wheeling,  etc. Hoje os modelos top apresentam uma verdadeira parafernália eletrônica, com fios, dispositivos e sensores que conseguem ler o comportamento da motocicleta e corrigir irregularidades.

 

O mundo off-road passou a receber atenção nesse sentido nos últimos anos e alguns atributos da motovelocidade passaram a integrar as motocicletas do segmento. Claro que não na mesma proporção, mas o que chegou mudou completamente o comportamento das nossas queridas motocicletas. Vale lembrar também que, devido a regulamentos das principais competições – além de custo e peso – alguns sistemas não chegaram completamente (ou nem chegaram) ao off-road.

 

Começamos com a aposentaria do carburador, apesar de alguns modelos com motor dois tempos ainda fazerem uso dele. No seu lugar chegou a injeção eletrônica, que acabou abrindo o mundo de eletrônica nas motocicletas off-road. Com ela, não demorou a avançar para alteração do mapa de ignição, controle de largada, controle de tração e outros.

 

Jogamos fora os giclês de alta e baixa e nos vimos acompanhando o uso de notebook para regular o motor, facilidade antes encontrada somente nas equipes oficiais nos principais campeonatos. Yamaha e Kawasaki criaram gadgets (aparelhos) para isso, mas hoje quem está na ponta é a Yamaha, que permite regular o motor através de um aplicativo para smartphone. As novidades foram evoluindo com o passar dos anos e vieram plugues que alteram os mapas do motor. Mas agora, na maioria dos modelos, é possível mudar o mapa apertando um botão, sem precisar parar ou desligar a motocicleta. Claro que algumas empresas do setor passaram a oferecer soluções especiais, como a GET, uma das mais conhecidas no mercado mundial.

 

Na lista de seus produtos encontramos desde ECU totalmente programável a kits para programação. Seus produtos foram a vanguarda e realmente mudaram completamente a prática do esporte off-road. Mas o que essas novidades realmente podem oferecer ao praticante do esporte off-road? Será que elas são realmente essenciais para nós? Sim, indiscutivelmente a tecnologia moderna aumentou a praticidade, o desempenho e a segurança na prática do esporte, e também reduziu a manutenção. Então, quais são os sistemas eletrônicos que encontramos nos modelos off-road atuais e quais produtos são comercializados que tornam a nossa vida mais prática e segura quando entramos em uma pista ou trilha? Confira a seguir o mundo high tech no motociclismo off-road e entenda por que os preços das motocicletas são elevados, afinal de contas a nova tecnologia tem custo.

 

NAS MOTOS DE SÉRIE
CONTROLE DE LARGADA – Sistema eletrônico que altera o mapa do motor (atraso na ignição), que reduz a potência e torna a saída mais suave, justamente para evitar o destracionamento da roda traseira – e consequentemente o levantamento da roda dianteira. Assim, a motocicleta fica mais estável e controlável nesse momento tão crucial como a largada.

 

Há basicamente duas formas de funcionamento. Uma vez ativado sistema, nas motocicletas japonesas que apresentam controle de largada o sistema é desligado automaticamente ao engatar a terceira marcha. No entanto, nas 450 2019 da Honda e Suzuki, por exemplo, o sistema apresenta três modos de largada que não mais atrasam a ignição a partir de certa rotação, apenas limitam a rotação do motor (entre 8.250 e 9.500 rpm).

 

Ainda nas japonesas, o sistema também é desligado quando o acelerador passa da metade do curso e depois é “fechado” para menos da metade do curso, ou seja: uma vez no gate com o sistema ativado, deve-se manter o acelerador acima da metade do curso! Nos modelos da KTM e Husqvarna, após um certo tempo ele é desligado – ou se a rotação do motor cair para menos de 33% da rotação máxima ou após três minutos sem largar. Vale pontuar que o sistema é mais sensível nos modelos de 450 cc. CONTROLE DE TRAÇÃO – A primeira marca a utilizar esse sistema foi a Kawasaki, no modelo KX 450F 2015, mas poucos souberam disso, além de não apresentar muito efeito.

 

Vale pontuar que nos campeonatos americanos existia restrição ao uso de controle de tração e que, em 2015, a restrição foi mantida para sistemas que não fossem de série – mas, aparentemente, não é levada muito a sério. Hoje, modelos da Honda, Husqvarna e KTM também oferecem esse sistema. Grosso modo, a ECU entende que a roda traseira está destracionando com o aumento abrupto dos giros e atrasa a ignição. Nas motos de série, esse sistema não parece ser muito eficiente, mas é mais utilizado em pisos mais compactos ou muito lisos. No entanto, a Honda CRF 450R 2020 chegou com o HSTC (Honda Selectable Torque Control), um controle de tração com três níveis de intervenção – e pode ser desligado, assim como nos modelos da Husqvarna e KTM.

 

MAPAS DE IGNIÇÃO – Importante para o esporte foi a possibilidade de mudar o comportamento do motor através de um botão ou plugues (Kawasaki). Os modelos que oferecem o sistema eletrônico apresentam dois ou três mapas específicos (standard, suave e agressivo), que podem ser alterados com a moto em movimento. No caso da Kawasaki, existem três plugues (identificados por cores) para mapas distintos. A introdução do sensor de câmbio permitiu criar mapa específico para cada marcha. Além disso, as opções para o comportamento da motocicleta se multiplicam com as opções do controle de tração.

Adquira seu produto GET
Conheça as funções de cada produto

Compartilhar: